fbpx

COMO A MENSURAÇÃO DE RESULTADOS PODE SER UMA BOA ESTRATÉGIA DE SUCESSO PARA VAREJO

No varejo, toda boa estratégia é bem-vinda. Principalmente quando estas ajudam a potencializar os resultados da empresa. Apesar disso, muitos gestores optam por confiar totalmente em sua experiência ou intuição.

E qual a consequência disso?

Além de afetar o desempenho e confiança da equipe, não mensurar os resultados obtidos pode prejudicar as estratégias tornar duvidosas as tomadas de decisões, podendo assim, influenciar de forma negativa, as metas da empresa.

Mas calma, reconheço que isso é informação demais. Para que você compreenda melhor o que estou falando, vamos analisar de forma individual cada dado e ver como isso pode fazer a diferença em sua empresa. Ficou interessado? Então continue lendo.

COMO A MENSURAÇÃO DE RESULTADOS AFETA A CONFIANÇA DA EQUIPE EM UMA EMPRESA?

mensuração de resultados

Ter transparência no ambiente de trabalho é um fator determinante para que os funcionários se sintam parte do negócio. Com a mensuração de resultados, fica mais fácil alcançar este propósito tão importante.

Por exemplo, uma pesquisa realizada pela American Psychological Association revelou que um quarto dos trabalhadores do país não confia em seus empregadores. O estudo realizado com 1.562 profissionais mostrou que, somente metade destas pessoas acreditam que seus chefes são abertos e francos.

Mas talvez você se questione: como isso pode afetar a minha empresa? Bom, a resposta é simples.

1. Onde não há mensuração, não há relacionamento de confiança

O fato de não saber como tem sido o seu desempenho profissional, quanto você tem produzido e quais resultados tem alcançado durante sua jornada de trabalho, ajuda a proporcionar um ambiente de relacionamentos instáveis.

A confiança nos funcionários é um princípio básico para o bom relacionamento no ambiente de trabalho. Trabalhar com transparência é uma ótima alternativa para criar um relacionamento de confiança.

E a melhor forma para alcançar esta transparência é através da mensuração de resultados.

2. Onde não há mensuração, não há alinhamento de propósitos

O alinhamento de propósitos e objetivos é uma excelente sacada para o sucesso de qualquer empresa. Já disse isso em outras ocasiões, mas vale a pena repetir: onde você quer chegar se cada pessoa da sua empresa caminha para uma direção contrária?

Não faz muito sentido, não é mesmo?

Com a transparência das operações que a mensuração oferece, a empresa como um todo, consegue compreender os objetivos, as metas, os altos e baixos que precisam ser encarados e, a partir disso, compreenderão a melhor forma para fazê-lo.

O ideal é que, com o acesso aos resultados reais – é importante nunca os falsear–, os funcionários compreendam a missão da empresa, como eles têm contribuído e qual papel têm desempenhado para alcança-la.

3. Onde não há mensuração, há espaço para insatisfação profissional

Não saber o resultado de seus esforços é um dos motivos para insatisfação profissional. Em sua empresa, você pode fazer da mensuração de resultados uma forma de motivar os seus funcionários.

Chegar ao final do mês e ter acesso ao resultado dos esforços desempenhados ao longo dos dias, pode ser uma boa forma de redefinir estratégias, mapear boas práticas e até mesmo recompensá-las a fim de que elas façam parte da cultura organizacional.

Saber quais práticas de atendimento e quais estratégias de vendas não dão certo, é uma boa forma de reduzir os esforços e canalizar energias nas estratégias que funcionam. Mas calma, vamos falar disso de maneira mais detalhada.

COMO A MENSURAÇÃO DE RESULTADOS PODE SER GRANDE ALIADA NAS ESTRATÉGIAS DE SUCESSO?

mesuração

Se você fizer uso dos indicadores certos, conseguirá identificar, através da mensuração, quais práticas funcionam e quais não funcionam, como acabei de mencionar.

Isso porque cada modelo de negócio é criado para um público determinado e cada público se comporta de uma maneira diferente.

A melhor forma de compreender se as suas estratégias estão sendo úteis, se elas estão funcionando, é mensurando os resultados, isto é, colhendo os dados, analisando, vendo o que está dando certo ou não.

Se tem uma coisa que ilude vendedor e empresário é o grande fluxo de clientes em sua empresa. Isso nem sempre é indicativo de sucesso, assim como o alto número de vendas em um determinado dia, também não é.

Essas informações precisam ser analisadas dentro de um contexto, caso contrário, você estará comprando gato por lebre, isto é, vai achar que as coisas estão indo bem, quando na verdade você está, com muito custo, apenas atingindo a média.

QUAIS INDICADORES UTILIZAR PARA FAZER A MENSURAÇÃO DE RESULTADOS?

mensuração de resultados

Para fazer a mensuração de maneira correta, é preciso, antes de tudo, escolher os indicadores certos. Os indicadores são os dados que sua empresa coletará para fazer a análise.

Para o varejo, o mais ideal é que se tenha o controle sobre as seguintes informações:

1. Número de clientes

Os clientes é a fonte de receita que uma empresa tem, mas é preciso saber mensurar os potenciais clientes, daqueles que são apenas especuladores, isto é, visitantes.

Essa mensuração é importante para que você possa identificar os fatores que podem estar levando esses visitantes a desistência. Talvez seja a forma com que são atendidos, talvez seja pelo que sua loja tem oferecido ou as estratégias utilizadas.

Seja qual for o motivo, o importante é não deixar de conhecer os motivos e saber reverte-los.

2. Volume de vendas

Medir o volume de vendas é indispensável para planejamentos futuros, principalmente em datas festivas, como páscoa, dia das mães, natal. Enfim.

Se você tem o controle sobre as vendas realizadas, não só mensalmente, mas também para dias específicos, como os mencionados, faz com que você consiga realizar projeções coerentes a fim de evitar desperdícios ou perda de vendas.

3. Taxa de conversão

A taxa de conversão corresponde ao número de pessoas que entraram em sua loja e realizaram alguma compra. O valor pode ser maior, ou menor, dependendo do modelo de negócio.

Empresas com produtos de valores altos, pode ter uma taxa de conversão menor, numericamente falando, mas isso não quer dizer que ela esteja em desvantagem comparado a outras lojas, por exemplo.

Para não cair nessa cilada, é importante analisar este indicador juntamente com outros indicadores, pois somente o contexto garante a confiabilidade das informações.

O cálculo para a taxa de conversão é feito a partir da comparação do número de transações efetuadas e a quantidade de pessoas que visitou a loja. Para obter o percentual, basta multiplicar o valor obtido por 100.

Por exemplo, se você sabe que 150 pessoas visitaram sua loja, mas somente 15 compraram alguma coisa, sua taxa de conversão será de 10%

4. Ticket médio

O ticket médio é o valor que indica quanto cada cliente representa, em receita, para sua empresa. Para calcular este indicador, basta dividir o valor total das vendas pelo valor das transações.

Com este valor em mãos, o empresário poderá, por exemplo, saber qual funcionário realiza maior número de vendas e, consequentemente, traz mais receita para a empresa e assim, conseguirá alinhar este atendimento mais rentável como o padrão da empresa.

5. Margem bruta

De nada adianta vender muito em um determinado período se, no final do mês, sua empresa não consegue alcançar a margem bruta desejada e necessária.

E o que é a margem bruta? De forma simples, é o lucro que a empresa tem com cada venda, é o valor mínimo que precisa ser atingido para suprir os gastos da empresa e ganhar algo em cima disso, por exemplo:

Se você vende um produto por R$ 100,00 reais, mas, para adquiri-lo e mantê-lo na loja, você tem um custo de R$ 40,00 reais, por exemplo. Isso quer dizer que seu ganho corresponde a R$S 60,00 reais.

O intuito de calcular a margem bruta é para que você saiba qual o valor mínimo sua empresa precisa ganhar, mensalmente, para se manter. Este valor deve abranger custos com compra de mercadoria, salários, impostos, aluguel e as demais despesas que você possa ter.

Percebe quão importante e ter controle sobre este indicador? Para te ajudar, você pode baixar nosso E-book sobre formação de preço de venda. Ele irá te ajudar a definir preços de forma simples para cobrir estes gastos.

NÃO DISPENSE O USO DE UM SISTEMA DE GESTÃO EMPRESARIAL

Tudo na gestão se torna mais simples quando se tem o auxílio de um sistema de gestão empresarial e, tratando-se da mensuração de resultados, não é diferente.

Um bom sistema possibilita o:

    • controle de vendas;
    • controle de clientes;
    • desempenho de cada funcionário.

E tudo isso de forma automática, prática e rápida.

Com o auxílio de um sistema de gestão empresarial, é muito mais fácil projetar e controlar as metas traçadas, assim como analisar os resultados obtidos a fim de alinhar as estratégias da empresa.

Além disso, o sistema de gestão ajuda no processo de fidelização de clientes, então, se sua empresa recebe um alto índice de visitantes, com a ferramenta certa, você poderá aumentar sua taxa de conversão e fidelizar cada vez mais clientes.

Outro grande benefício é que, com um sistema de gestão você poderá criar uma cultura de recompensas em sua empresa, já que esta ferramenta possibilita a mensuração dos resultados de cada funcionário.

Isso além de criar um ambiente de confiança, transparência e responsabilidade, faz com que todos estejam ligados a um mesmo propósito.

Share

Somos uma empresa de desenvolvimento de software que teve o seu ponto de partida em 2013, abraçando o desafio de desenvolver um sistema flexível e adaptável. Hoje, com escritórios em Maceió e Ji-Paraná, nosso lema é a inovação e o que nos motiva é criar ferramentas gerenciais que impulsionem o negócio dos nossos clientes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat