fbpx

SAIBA POR QUE A QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO IMPORTA

Quando comecei a trabalhar na Ético como analista de marketing, questionei-me várias vezes sobre como a psicologia, curso em que estou me especializando, poderia me auxiliar em assuntos de gestão empresarial.

Hoje eu percebo que ambas as áreas têm tudo a ver!

Assim como a gestão está em tudo, desde os pequenos até os grandes projetos, a psicologia também está, e é possível aliar estes dois assuntos a fim de melhorar o desempenho das empresas, melhorando a saúde psicológica dos trabalhadores.

O grande “quê” da questão está em arriscar. Para que se consiga aliar estes dois aspectos, aparentemente díspares, é preciso ter coragem para mudar tudo o que já não está mais dando certo.

A questão é: você sabe o que já não está mais dando certo em sua gestão empresarial?

A hora é agora!

Nem sempre a saúde mental no trabalho foi motivo de preocupação para as empresas. E mesmo que hoje o assunto já seja mais discutido e até mesmo considerado um requisito indispensável para o mercado de trabalho, muitas pessoas ainda não conhecem este termo e, se o conhecem, não sabem do que se trata.

Talvez você esteja tentado a pensar que isto seja assunto para grandes empresas, ou até mesmo que sua empresa não precise disso. Bom, já vou logo o advertindo e sugiro-lhe que não tire conclusões precipitadas.

Estas ideias é fonte para empresas estagnadas e sem perspectivas de crescimento.

Isso mesmo. A forma como você pensa determina suas ações, e isto, por sua vez, determinará o destino de sua empresa.

O QUE É QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO?

A qualidade de vida no trabalho é uma problemática que ganhou atenção a partir dos anos 60, quando cientistas sociais e empresários observaram quais eram as condições em que os funcionários estavam quando produziam mais.

O que eles concluíram é que, quanto mais feliz, satisfeito e realizado um funcionário está, maior é a sua produção e o desenvolvimento dentro da empresa. E estes aspectos de satisfação podem ser alcançados por meio de:

feliz

    • Compreensão das necessidades dos funcionários;
    • Oportunidades para desenvolvimento de carreira;
    • Ferramentas de trabalho que correspondam às necessidades de cada setor.

Como você percebeu, o conceito de qualidade de vida no trabalho não se limita a bons salários.

Hoje em dia, ao escolher um emprego, uma pessoa não avalia apenas o salário que vai receber, mas, principalmente, suas condições de trabalho, que vão desde o ambiente até as ferramentas fornecidas para executá-lo.

Um exemplo claro disso é o professor. Seu trabalho é indispensável e valioso, e, embora o salário não seja dos melhores, as maiores reclamações são por não conseguir trabalhar devido às condições a que estão submetidos.

Pensar na qualidade de vida no trabalho é uma forma de valorizar cada indivíduo que contribui dentro de uma empresa e compreender que cada um tem emoções e aspirações que precisam ser respeitadas.

Esta é a melhor forma para alcançar um ambiente de trabalho saudável.

De forma prática, o conceito de qualidade de vida no trabalho se resume ao equilíbrio entre vida profissional e vida pessoal, de modo que os funcionários consigam estar com suas aspirações alinhadas com a empresa, sem tornar seus relacionamentos pesados e problemáticos, seja por questões profissionais, seja por pessoais.

Assim, toda a compreensão por parte do gestor é bem-vinda.

OS 5 BENEFÍCIOS DE CULTIVAR UM AMBIENTE DE TRABALHO SAUDÁVEL.

Acreditamos que tudo que já foi dito até aqui contribuiu para a sua compreensão a respeito de como um ambiente de trabalho saudável pode trazer benefícios para sua empresa.

Caso você ainda não consiga visualizar todos estes benefícios, o que vamos listar para você – ao menos o mais importante – deve ficar claro: o maior desempenho e produtividade dos profissionais, assim como:

1. Cultivo de talentos

Este é um excelente benefício, pois você estará trazendo e mantendo dentro de sua empresa funcionários eficientes e criativos que buscarão formas inovadoras e criativas para melhorar todos os processos da empresa.

Um grande desafio que os gestores empresariais encontram é de apresentar meios alternativos e inovadores para atender clientes ou alcançar metas e criar bons relacionamentos profissionais.

Este desafio pode ser facilmente superado se há funcionários capazes de apresentar propostas de valores equivalentes à empresa.

2. Melhora no ambiente de trabalho

    • Ter um ambiente de trabalho saudável:
    • reduz os níveis de estresse;
    • melhora os relacionamentos interpessoais;
    • contribui com a formação de uma equipe unida e com objetivos alinhados:
    • proporcionar maior satisfação em estar em tal ambiente.

3. Melhora na saúde dos funcionários

Uma coisa é consequência da outra. Ambientes de trabalho saudáveis são aqueles cujo nível de estresse é reduzido, como mencionamos no tópico anterior.

Isto por si só já reflete de forma positiva tanto nas empresas quanto nos relacionamentos familiares.

Médicos revelam que o estresse pode causar: hipertensão, gastrite, fadiga, distúrbios do sono, depressão, síndrome do pânico e doenças cardiovasculares.

Além disso, no ambiente de trabalho, o estresse pode gerar:

    • Baixa produtividade
    • DORT
    • LER
    • Presenteísmo
    • Absenteísmo
    • Ambiente de trabalho desfavorável
    • Dificuldade para cumprir prazos
    • Maiores custos com saúde
    • Ações trabalhistas e gestão empresarial de baixa qualidade.

4. Melhores resultados profissionais

Gente feliz é gente que produz mais.

Um profissional bem instalado e realizado em seu ambiente de trabalho terá maior motivação para se empenhar na função em que está inserido, de tal forma que a empresa como um todo produzirá mais e com maior qualidade.

5. Redução do turnover

E por último, mas não menos importante, ter um ambiente de trabalho saudável ajuda a reduzir o turnover.

Se você não sabe, turnover é uma taxa de demissões e admissões em determinado tempo realizado em uma empresa. Ter este índice elevado pode aumentar os custos com treinamentos e nutrir um ambiente instável e inseguro.

cartão vermelho

Já está comprovado que empresas que se empenham em garantir o bem-estar dos funcionários possuem menor índice de rotatividade de pessoas e, consequentemente,menores custos a curto e longo prazo.

PIRÂMIDE DE MASLOW COMO BASE DA QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO

Abraham H. Maslow, psicólogo, elaborou, em 1943, uma pirâmide das necessidades pessoais. Embora haja algumas críticas referentes a esta teoria, ela é muito aplicada no âmbito profissional, já que ele via o homem como um ser que busca a realização pessoal e profissional.

A pirâmide de Maslow é dividida em necessidades primárias, que se referem à fisiologia, e secundárias, que são mais elevadas e tratam de aspirações humanas: realização social, pessoal e profissional.

Embora este assunto pareça teórico demais, é preciso reconhecer a grande importância e relevância que se ganha em compreendê-lo para a elaboração de estratégias na gestão. Desconsiderá-lo é nutrir pensamentos destrutivos para sua empresa.

A pirâmide funciona da seguinte maneira:

As necessidades possuem graus de importância e vão crescendo conforme as inferiores vão sendo alcançadas, pelo menos parcialmente. Isto porque, quando se supre uma necessidade, ela deixa de ser o objeto motivador do indivíduo.

Por exemplo: um homem que não tenha comida e nem onde descansar, se preocupará, primeiramente, em suprir estas necessidades para, só então, buscar estabelecer relacionamentos sociais e, enquanto não alcançar este objetivo, não subirá para a próxima etapa.

Conforme a pirâmide vai sendo escalada, isto é, realizada, o homem vai atingindo e alcançando suas aspirações de tal forma que será capaz de obter maior desempenho em suas funções.

E é a este ponto que queremos chegar. É aqui que a teoria de Maslow – esteja você de acordo com ela ou não – faz sentido na gestão empresarial.

Necessidades primárias

1. Fisiológicas

São aquelas que revelam os instintos básicos do homem enquanto ser biológico: fome, sede, descanso, etc.

No ambiente de trabalho, elas se caracterizam como:

    • ambientes descontraídos;
    • horários flexíveis;
    • intervalos em horário de menor produtividade;
    • conforto físico.

2. Segurança

São aquelas relacionadas à necessidade de se sentir seguro. Ou seja, estar em um ambiente ordenado e sem riscos para a sobrevivência.

No ambiente de trabalho, ela se caracteriza como:

    • estabilidade empregatícia;
    • planos de saúde;
    • segurança no trabalho.

Necessidades secundárias

3. Sociais

São aquelas referentes aos relacionamentos humanos. Ou seja, a necessidade que homem tem de estar incluso em grupos, de ser aceito, sentir-se parte de um corpo e dele receber afeto, reconhecimento e credibilidade.

No ambiente de trabalho, elas se caracterizam como:

    • ter bons superiores;
    • estabelecer relacionamentos saudáveis e estáveis;
    • ser aceito.

4. Autoestima

Consiste em ser reconhecido por si e pelos outros. Ser valorizado e aceito pelo que é. Ou seja, o ser humano precisa sentir que é importante, ser tratado com dignidade e respeito e que sua presença é indispensável, é relevante.

No ambiente de trabalho, ela se caracteriza como

    • reconhecimento pelo que faz;
    • retribuição;
    • plano de carreira;
    • responsabilidade pelos resultados;
    • feedback.

5. Autorrealização

Este é o ponto mais elevado, que nunca é realizado plenamente, ou seja, quanto mais é buscado, maior é o desejo em alcançá-lo. Aqui o indivíduo passa a desejar realizar aquilo que somente ele é capaz de fazer, aquilo que o agrada e o faz sentir-se pleno.

No ambiente de trabalho, ela se caracteriza como:

    • desafios no trabalho;
    • necessidade de influenciar nas decisões;
    • autonomia.

infográfico

Através destas informações, você poderá se organizar da melhor maneira para adaptar a sua empresa, de modo que ela consiga auxiliar os funcionários a subirem a pirâmide de Maslow e atingirem o ápice do desempenho profissional.

Estudos comprovam que, quanto mais realizados estão, melhor o ambiente de trabalho e maior é o desempenho dos trabalhadores, de forma que os lucros melhoram juntamente com a satisfação, tanto dos funcionários quanto dos clientes.

A IMPORTÂNCIA DO SENTIDO PESSOAL E PROFISSIONAL

O ser humano é um ser integrado. Aquela história de que você vai para casa e esquece os problemas do trabalho é conversa furada. A nossa tendência é de carregar conosco todas as nossas dificuldades, problemas e dores de cabeça o tempo todo.

Deste modo, tanto os problemas de casa interferem na vida profissional, quanto os problemas profissionais afetam os relacionamentos familiares. Assim, o ciclo vicioso parece não ter fim, até que um sentido existencial, pessoal ou profissional seja encontrado.

O problema foi apresentado: a falta de sentido. A solução também: o sentido. O grande desafio agora é descobrir como sua empresa pode ajudar seus funcionários a encontrarem este mesmo sentido. E acredite: isto tem tudo a ver com qualidade de vida no trabalho.

Vou dizer-lhe o porquê:

Maslow acrescentou, em sua pirâmide de hierarquia, duas novas necessidades, que denominou de necessidades cognitivas. Nós abordaremos apenas a primeira para explicar a importância do sentido.

A necessidade cognitiva de conhecer e entender foi classificada por Maslow como a tendência do homem de buscar entender o mundo ao seu redor e as pessoas que o cercam.

Compreendendo as coisas como elas são, nós passamos a atribuir sentido e precisamos constantemente de sentido para sustentar a nossa existência.

Viktor Frankl, um psiquiatra famoso por vencer as torturas do campo de concentração, dizia que o sentido não é dado, mas encontrado nas situações que devemos viver e enfrentar.

Talvez você esteja se perguntando onde isso se encaixa e se incline a pensar que “essa história de sentido não faz sentido”. Mas faz.

Um homem ou uma mulher que precisa trabalhar por oito horas diárias, vendendo móveis para uma loja de planejados, pode trabalhar somente por questões financeiras, ou seja, para ajudar com a renda familiar, ou até mesmo por questões pessoais.

Mas estes motivos não são suficientes para fazer um funcionário se sentir realizado.

qualidade de vida

Fazer com que este homem ou esta mulher se sinta responsável por ajudar a empresa a alcançar seus objetivos; incluir estas pessoas nas decisões a serem tomadas; motivá-los ou oferecer benefícios e propostas de carreira são motivos suficientes que ajudam o indivíduo a encontrar sentido no que faz e se sentirem satisfeitos.

Viu como faz sentido? rsrs

10 AÇÕES PARA ALCANÇAR A QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO

Por fim, apresentaremos algumas ações que podem ser aplicadas em sua empresa a fim de cultivar a qualidade de vida no trabalho.

Cada empresa possui suas particularidades. Este não é um manual a ser seguido rigidamente. Conheça seus funcionários e o que você pode oferecer de melhor a cada um deles. Mas, acima de tudo, respeite e valorize cada um como peça fundamental para o sucesso do seu negócio.

Para que você compreenda e se sinta guiado nesta busca por melhorar a qualidade de vida dentro de sua empresa, listarei algumas dicas e você saberá aplicar a que melhor se encaixa em seu modelo de negócio.

1. Promova recompensas como meio de motivação profissional

2. inclua seus funcionários nas decisões a serem tomadas, consultando-os e levando em consideração suas opiniões;

3. pague salários justos;

4. promova um círculo de saúde, que consiste em debates e propostas em que os próprios funcionários indicarão as possíveis mudanças e os problemas enfrentados;

5. elabore ambientes recreativos onde possam almoçar de forma descontraída e confortável a fim de cultivar o descanso e interação social;

6. forneça formações pessoais e profissionais com psicólogos e gestores de sua área de atuação;

7. descubra o que motiva seus funcionários e mantenha-os sempre motivados;

8. valorize as competências e habilidades de cada funcionário;

9. proporcione momentos de lazer para que haja interação interpessoal;

10. tenha ferramentas de trabalho eficientes, de modo que seu funcionário se sinta valorizado no que faz;

Arrisco-me a falar um pouco mais sobre esta última sugestão, por ser ela algo que a Ético pode oferecer e oferece com qualidade.

Ter bons instrumentos de trabalho, potencializa toda uma empresa. E quais ferramentas são essas?

Você pode dispor de várias ferramentas, mas para maior e melhor desempenho de sua empresa, aposte em investir em softwares de gestão. Isso porque os softwares integram todas as informações e tornam a sua empresa um lugar mais prático, rápido e seguro para se trabalhar.

E isso não tem tudo a ver com qualidade de vida no trabalho? Claro que sim!

Muitos funcionários, como já falei mais a cima, se sente desvalorizado por não dispor de bons instrumentos tecnológicos que potencializem o seu serviço. Os trabalhos manuais são repetitivos, cansativos, estressantes e aumentam as chances de erro.

A rotina de sua empresa pode ser muito mais agradável. Imagine quão mais prazeroso é uma empresa em que os funcionários consigam fazer mais coisas com menos esforço e em um prazo reduzido?

E é justamente isso que o Ético oferece. Essa história de perder tudo por causa de pane no sistema ou ficar horas depois do trabalho fazendo o que já deveria ter sido feito, já era.

Além disso, com um bom sistema de gestão, você poderá reduzir custos com sua empresa e investir ainda mais em seus funcionários. Tem ideia de quanto isso pode gerar lucros ainda maiores?

Não???

Então vale a pena conferir nosso texto sobre como um sistema de gestão empresarial pode reduzir custos em sua empresa, além disso, veja como melhor fazer a gestão de pessoas dentro de sua empresa.

O Ético tem ajudado várias empresas a se destacarem no mercado de trabalho e, principalmente, feito com que elas tenham funcionários mais produtivos e satisfeitos.

Não se trata apenas de um software de gestão, trata-se principalmente de uma solução flexível e adaptável para o seu modelo de negócio.

Share

Somos uma empresa de desenvolvimento de software que teve o seu ponto de partida em 2013, abraçando o desafio de desenvolver um sistema flexível e adaptável. Hoje, com escritórios em Maceió e Ji-Paraná, nosso lema é a inovação e o que nos motiva é criar ferramentas gerenciais que impulsionem o negócio dos nossos clientes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *